Inteligência artificial: conheça a origem da IA e como ela funciona

Descubra a origem da Inteligência Artificial e confira algumas formas de utilizar ela no seu cotidiano.

Inovação e Tecnologia
27/12/2023
Por: Conteúdo Santillana Educacão
Compartilhar:
Homem tocando o cérebro da inteligência artificial (IA).

A Inteligência Artificial (IA) é um termo da tecnologia moderna que classifica uma “inteligência” gerada por máquinas, como computadores, celulares, tablets, plataformas e muito mais. Basicamente, a IA é um conjunto de interações entre códigos e dispositivos sofisticados que permite às tecnologias receberem estímulo, instruções e informações dos humanos e, assim, operarem sozinhas.  

Essa modernidade vem fazendo parte do cotidiano das pessoas em diversos momentos, como, por exemplo, o uso da assistente de voz dos celulares ao tirar dúvidas ou até mesmo ao utilizar o ChatGPT para gerar um texto completo, do início ao fim. Isso mesmo, essa tecnologia está tão avançada que, agora, é possível utilizá-la para criar textos, roteiros de vídeos, imagens e até mesmo fazer com que um carro dirija sem nenhuma interação humana.  

Mas, afinal, quando surgiu essa ferramenta? 

A Inteligência Artificial surgiu primeiramente na imaginação de artistas. Mary Shelley, autora do livro “Frankestein” (1818) e Karel Capek, autor da peça “R.U.R” (1920) já exploravam o termo em personagens com algum grau de inteligência ou automação.  

Quando falamos do conceito na ciência, um dos primeiros cientistas a trazer a ideia para o mundo real foi Alan Turing, matemático considerado o pai da computação e seu colega Alonzo Church. Juntos, a dupla realizou diversos estudos e, em 1950, Turing publicou seu clássico ensaio “Computing Machinery and Intelligence” (Computadores e Inteligência), considerado o início da inteligência artificial. 

Seis anos depois, em 1956, os cientistas da computação John McCarthy e Nathaniel Rochester, além do cientista cognitivo Marvin Minksy e o matemático Claude Shannon, sugeriram um estudo pioneiro à faculdade Darmouth, localizada nos Estados Unidos. Ao recomendarem a pesquisa, os pesquisadores disseram: “Propomos que um estudo de dois meses, composto por dez homens, sobre Inteligência Artificial seja desenvolvido durante o verão de 1956 na Faculdade de Dartmouth, em Hannover, Nova Hampshire.” E foi neste momento que o termo Inteligência Artificial surgiu de fato.  

Após esse episódio, outros trabalhos surgiram, como a Eliza, primeira chatbot a imitar a linguagem humana, lançada em 1966. Em 2015, a OpenAI, laboratório norte-americano de pesquisas em IA foi fundado por Elon Musk, Sam Altman, Peter Altman e outros participantes. Com essa nova empresa, os empresários tinham como objetivo desenvolver a ferramenta para que ela trouxesse benefícios à humanidade. 

Desta forma, em 2016, a OpenAI lançou o Gym, um sistema que ensina a Inteligência Artificial a tomar decisões por meio de recompensas. Após outros lançamentos, em 2020, o famoso ChatGPT surgiu e, em apenas cinco dias, mais de um milhão de usuários acessaram a plataforma.  

E se você está curioso para saber como funciona essa tecnologia, vamos te explicar! 

Normalmente, a IA é programada com base em muitos algoritmos e dados que recebe e envia para os humanos. E, para isso, algumas técnicas são utilizadas. Entre elas, temos: 

  • Aprendizado de máquina: esse método é utilizado quando uma máquina precisa de informações contínuas para aprender. Com essa técnica, a máquina pode ficar tão “inteligente” que pode ultrapassar a capacidade dos humanos nas mesmas tarefas propostas.  
  • Aprendizado profundo: esta é uma técnica que, basicamente, é um aprimoramento do meio anterior. Acontece quando uma máquina aprende as tarefas sem muita interação humana, por meio de suas próprias experiências. 
  • Processamento de linguagem natural: permite que as máquinas leiam e entendam a linguagem humana. 
  • Visão computacional: trata-se da capacidade de analisar informações visuais, como fotos e diagramas. 

Gostou de saber um pouco mais sobre essa modernidade? Publicamos outros textos sobre a IA e você pode ler mais ​​clicando aqui