A Santillana Brasil é Aterro Zero!

Uma nova gestão de resíduos que eliminou o envio de resíduos para aterros sanitários.

Sustentabilidade
14/12/2023
Por: Conteúdo Santillana Educacão
Compartilhar:

Em dezembro de 2023, eliminamos totalmente o descarte de resíduos em aterros sanitários, nos tornando Aterro Zero. Isso significa que todo o lixo gerado em nosso escritório e centro de distribuição é 100% reaproveitado e se transforma em novos produtos.

Cesto e lixeira nomeadas no escritório da Santillana Educação no Brasil.

Separamos o lixo em três categorias. Os recicláveis, que incluem papel, plástico, isopor, vidros metal, etc., são encaminhados para a indústria de reciclagem. Os orgânicos, que são papéis molhados, restos de comida, guardanapos usados, folhas ou galhos de jardim e mais, são transformados em adubo e voltam para a terra. E, por fim, os não recicláveis (outros), que são compostos por lixo de banheiro, chiclete, máscaras, bituca, esponja, etc. vão para a indústria cimenteira e são usados como combustível energético para caldeiras.

Em 2022, lançamos o Plano Diretor de Sustentabilidade que tem como uma de suas metas reduzir o volume de resíduos enviados para aterros sanitários. Demos um passo enorme ao superar esta meta, mas não vamos parar aqui. Investimos em reaproveitamento de materiais no centro de distribuição e reduzimos o volume de itens descartados.

Confira o valor de objetos reutilizados em 2023:

  • 59% de pallets
  • 73% de grades de madeira
  • 87% de chapas de papelão
  • 81% de cantoneiras de papelão

Além disso, como uma empresa de educação, nos dedicamos a contribuir para a educação ambiental dos nossos colaboradores. Foram realizados diversos treinamentos para que todos entendessem a relevância da separação de lixo e o impacto positivo que esta pequena ação individual gera no fim do dia. Também estampamos todo o escritório com adesivos e placas que explicam sobre a segregação de resíduos para sanar as dúvidas mais frequentes dos colaboradores.

Confira a transformação do nosso resíduos em 2023*:

  • 11,2 toneladas de resíduo orgânico, que geraram 2,3 toneladas de adubo.
  • 22,4 toneladas de recicláveis coletados, dos quais 12,2 ton voltaram para a indústria**
  • 19,1 toneladas de outros resíduos que geraram 55.916 kW/h de combustível energético

*O volume considera majoritariamente a operação do escritório da empresa, somando o volume do Centro de Distribuição apenas em dezembro quando iniciamos o projeto na unidade.

** A diferença entre o volume de material coletado para o que foi para reciclagem se dá por conta da contaminação de sacos. O material que não foi reciclado foi convertido em rejeito e contribuiu para a geração de combustível energético.